Pechincha italiana?

Primeiro, dá uma espiada nos vídeos abaixo.


Este é o estádio que a Juventus de Turim inaugura hoje em um amistoso contra o Notts County. O estádio custou 120 milhões de euros, algo em torno de R$ 280 milhões.

Pegue-se o mesmo número, mas inverta-se a ordem dos dois primeiros algarismos, e teremos os R$ 820 milhões previstos (por enquanto) para a construção do novo estádio do Corinthians, o tal Itaquerão, provável palco da abertura da Copa 2014.

O dinheiro do estádio corintiano, como se sabe, vem, em sua maioria, de empréstimo do BNDES e de isenção fiscal da prefeitura paulistana. Tem também um troco, algo entre R$ 46 e R$ 70 milhões, que será investido pelo Governo do Estado de São Paulo para atender às exigências da FIFA para a abertura.

Existe uma diferença de tamanho entre os dois estádios? Sim: o estádio da Juve tem capacidade para 41 mil lugares. O do Corinthians, 48 mil, mas com o troco que será cedido pelo Governo de SP o número vai aumentar, provisoriamente, para 68 mil.

Se generosamente considerarmos 68 mil como capacidade final do Itaquerão (e não é, porque 20 mil lugares são provisórios), podemos dizer que o estádio da Juventus tem apenas 60% da capacidade do Itaquerão. Custa, em compensação, apenas 34% do estádio brasileiro!

Pode ser que o preço do concreto e de outros materiais, assim como a mão-de-obra, seja bem mais baixo na Itália, mesmo em euros, do que no Brasil? Pode, mas não é o mais provável, convenhamos.

Portanto, para que não fique uma desagradável impressão sobre o uso desnecessário de dinheiro público, seria legal que a construtora Odebrecht incluísse no site oficial sobre a construção do estádio os valores detalhados de cada item do Itaquerão.

Enquanto isso não acontecer, suspeitas ficarão no ar.

Anúncios

Sobre Gian Oddi

Jornalista, é hoje comentarista dos canais de televisão ESPN e ESPN Brasil. Trabalhou por sete anos como editor da revista e do site de Placar. Em duas passagens pelo portal iG, onde esteve por mais de cinco anos, foi editor de esportes e editor-executivo de esportes, ciência e tecnologia. Morou por um ano em Roma, produzindo matérias para a Placar e outras publicações da Editora Abril. Do Brasil, foi colaborador do diário espanhol Marca. Editou por seis anos o blog A Bola na Bota, sobre futebol italiano.
Esse post foi publicado em copa 2014 e marcado , , , , . Guardar link permanente.

14 respostas para Pechincha italiana?

  1. Horácio disse:

    A grana do Isentão vai pro bolso dos gangsters!

  2. Eric disse:

    é uma vergonha. pior que a gente pode multiplicar isso por 12, porque o problema vai acontecer em praticamente todos os estádios da copa… triste, triste….

  3. Armando Torres disse:

    Gian, aliás vocês vão mostrar esse jogo na ESPN? E o jogo de domingo contra o Parma que vai ser o primeiro oficial no novo estádio? Por favor me responda, obriagdo

    • Gian Oddi disse:

      Caro, não vamos passar o jogo de hoje. Mas domingo, às 7h30 (urgh), transmitiremos a estreia da Juve no Italiano, contra o Parma. Estarei nos comentários. Abs

  4. gabriel brito disse:

    hahahaah, odebrecht, potentado do crime organizado há décadas, financiadora da ditadura e corruptora de carteirinha de todos os governos em todos os locais possíveis. a explicaçao pra esse escandalo todo é uma só: lá, a Juve – A JUVE!!! – quis construir uma casa aconchegante, apta pra futebol. aqui, um bando de ladroes inventou que o país podia receber uma copa e uma olimpíada e criaram mais uma -apenas mais uma – onda de saque às riquezas da república, ao erário, ao nosso rico dinheirinho, como quiserem definir. mas por favor, nao podemos ser infantis de tratar essa copa aqui como algo feito com o mínimo grau de boa intenção. a diferença de preço é essa porque aqui a ideia, o “projeto”, é simplesmente roubar muito e nada mais, o resto é tudo muleta, marketing, com as cínicas, oportunistas e deletérias justificativas de bem público.

  5. Vinícius disse:

    Meu amigo, mas pensa que esse estádio será para abrigar a Copa em São Paulo e o mais moderno do mundo. Uma parte será paga ao BNDES e a outra pela arrecadação que a cidade terá com o estádio. Abs. Se informe sobre com executivos da Odebretch e do Corinthians também.

    • Thi disse:

      Vinícius, você esqueceu de dizer que este estádio é tão moderno que terá uma pista de pouso para o Papai Noel e suas renas! Se informe também com os executivos da Odebretch…

    • Eduardo disse:

      Vinicius…

      Não seja ingênuo amigo…..com certeza vc é corintiano, porque só os corintianos “tentam” acreditar nisso…..mas não se iluda….NÓS pagaremos MUITO pra que poucos mamem no dinheiro público….o Corinthians também está sendo usado…assim como seus torcedores e o resto do país que pagará por essa absurda sangria aos cofres públicos…

      Abraço

    • Gian Oddi disse:

      É o que tenta-se há algum tempo: informações com executivos da Odebretch e do Corinthians. Mas o orçamento detalhado, sabe-se lá porque, não vem a público. Por que não colocá-lo no site? Só temos essa soma exagerada, sem detalhamento.

    • William disse:

      O estádio do Corinthinas vai ser o mais moderno do mundo??? Foi isso que você falou Vinícius???…Em que mundo tu vive cara!??? Acorda para a vida meu irmão….Estão roubando nosso dinheiro na nossa frente cara, pelo amor de Deus…Nós não temos hospital, escola, estradas e avenidas em quantidade e em qualidade, mas vai ter um estádio “melhor do mundo”…E isso vale para todos os estádios construídos, não é só para o ISENTÃO não…….Se o ISENTÃO ficar NO MÍNIMO metade desse da Juve, já podem dar graças à DEUS….Outra coisa, uma diretoria que já foi conivente com Kia Joorabchian, não merece muito crédito, não concordas???

  6. Thiago Genaro disse:

    Não é só no Futebol. Tudo no Brasil é muito mais caro do que fora do Brasil. Sabe por que isso? Pois a classe empresarial no Brasil não quer apenas lucrar, mas quer lucrar muito, praticamente extorquir as pessoas. Aqui no Brasil se pratica o lucro máximo que vai se acumulando na cadeia de produção: A fundição, o aço, a construtora, etc… É só pegar qualquer produto e comparar aqui no Brasil e fora.

  7. Pingback: Séries C e D e o "legado" da Copa 2014 « Pasta Russa

  8. Pingback: Séries C e D e o "legado" da Copa 2014 | Domilindró

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s