Pazzini x Amauri

pazzoamauri

 
Na semana passada, o atacante da Sampdoria e da seleção italiana Giampaolo Pazzini não teve dúvidas ao criticar a possível convocação do brasileiro Amauri, da Juventus, para defender a Azzurra: “A situação me deixa incomodado. Posso entender quando alguém é meio brasileiro e meio italiano, mas não quando não tem nada de italiano”. A resposta não tardou: “Escolhi jogar pela Itália há um ano. Sempre respeitei a opinião de todos, inclusive as de Pazzini, e peço que respeitem a minha”.

Talvez Pazzini tenha razão. Talvez as convocações de atletas cuja opção de defender uma nova pátria esteja atrelada à recusa de sua seleção ‘de nascimento’ sejam discutíveis. Talvez. Ainda assim, as declarações do atacante italiano soam mal, muito mal. Pazzini, como concorrente direto de Amauri por um posto na Copa do Mundo, deveria ficar calado. A discussão, se é que deve existir, não deveria contar com sua participação. Pazzini tem 25 anos e Amauri, 29. Pazzini é cidadão italiano, coisa que Amauri só deve conseguir ser por volta de março. Pazzini, me parece, tem até mais futebol. E já tem tido a chance de mostrá-lo na seleção, ao contrário do atacante da Juventus. Pazzini, portanto, não deveria tentar ganhar a vaga no grito. Mas no campo.

Cassano x Lippi
Semanas atrás, Cassano afirmou que, quanto mais se falava dele, mais ele via como improvável sua convocação à seleção italiana. A edição desta sexta-feira da revista L’Espresso publica entrevista com o técnico da Azzurra, Marcelo Lippi, que praticamente comprova a tese: “Fico triste por Cassano, porque se trata de um bom garoto. Mas criou-se uma situação inacreditável”.

Gattuso x Leonardo
“Não quero esperar que alguém jogue mal ou se machuque para ser utilizado”. A frase, dita ontem pelo volante Gattuso, do Milan, mostra que Leonardo está enfrentando algumas dificuldades para gerenciar o renomado (mas envelhecido) elenco do clube. Coisa que Carlo Ancelotti, justiça seja feita, sempre fez com maestria. No seu tempo, reclamações do tipo eram raríssimas.

* Texto publicado nesta sexta-feira, 27/11, no Jornal Placar.


PS
: Peço perdão aos fiéis leitores deste blog pelas raras atualizações nas últimas semanas. Mudanças e novas atribuições profissionais me impedem de estar mais presente. Mas quem sabe aos poucos, como Ronaldinho Gaúcho, a gente não vai recuperando o velho desempenho?

PS2: Neste fim de semana comento Udinese x Livorno, a partir das 14h55 de sábado, com narração de Luiz Carlos Largo, e Internazionale x Fiorentina, a partir das 11h30 de domingo (com Abre o Jogo), narraçao de João Palomino. Ambos na ESPN Internacional.

Anúncios

Sobre Gian Oddi

Jornalista, é hoje comentarista dos canais de televisão ESPN e ESPN Brasil. Trabalhou por sete anos como editor da revista e do site de Placar. Em duas passagens pelo portal iG, onde esteve por mais de cinco anos, foi editor de esportes e editor-executivo de esportes, ciência e tecnologia. Morou por um ano em Roma, produzindo matérias para a Placar e outras publicações da Editora Abril. Do Brasil, foi colaborador do diário espanhol Marca. Editou por seis anos o blog A Bola na Bota, sobre futebol italiano.
Esse post foi publicado em Uncategorized e marcado , , , , , , , . Guardar link permanente.

17 respostas para Pazzini x Amauri

  1. Riccardo disse:

    aê gian! de volta? concordo plenamente com você. não faz sentido o pazzini fazer essas declarações. ele deveria fazer gols, isso sim. mas também, esse passaporte do amauri tá enrolado, não tá?

  2. Celso Campos disse:

    Concordo com o texto, mas sinceramente não acho que esse tema deveria ser nem discutido. Se o Amauri tiver a cidadania ele é italiano sim!

  3. Dantas disse:

    Concordo em parte com Pazzini, e concordo totalmente com o post pois se ele jogar bem como tem feito nao precisa ter medo.
    Acho que enquanto Lippi for tecnico nao veremos Cassano na Azzurra.
    Gattuso ta meio queimado com aquela expulsao.
    Nao esquenta GIAN, faz falta mas a da pra aguentar.rsrs

  4. gladiatore disse:

    Concordo plenamente com Pazzini, Amauri é brasileiro.

  5. gladiatore disse:

    Concordo plenamente com Pazzini, Amauri é brasileiro e mesmo com o passaporte italiano ele iria privilegiar, justamente, o Brasil. O objetivo dele é de participar de uma Copa do mundo e não defender a seleção italiana.

  6. FZZ disse:

    PAZZINI ESTÁ COBERTO DE RAZÃO …. A FIFA TINHA QUE PROIBIR A NATURALIZAÇÃO DE JOGADORES PRA DEFENDER OUTRAS SELEÇÕES ….

    AMAURI, DECO, PEPE, LIEDSON, KURANY E TANTOS OUTROS .. ISSO ESTRAGA O FUTEBOL, VAI CHEGAR EM CERTO MOMENTO QUE VAI TER MAIS NATURALIZADO DO QUE NATO NAS SELEÇÕES, ,,

    RIDÍCULO JOGAR CONTRA PORTUGAL OU ITÁLIA E VER BRASILEIROS VESTINDO A CAMISA DE OUTRA SELEÇÃO !!!!

    • Paulo Frias disse:

      Cara, concordo em tudo com você, menos no caso do Kurany. Ele é completamente alemão, o pai alemão, acho que é só a mãe brasileira. Ele morou no Brasil por pouquissímo tempo. Vi uma entrevista dele em português e ele fala bem meia boca. Mas nos outros casos eu também acho rídiculo.

  7. Juscelino disse:

    Manda esse Gatuso dá meia hora de bunda pra algum travesti que os italianos tanto são apaixonados.

  8. Juscelino disse:

    Esse Gatuso é ridiculo

  9. Cow Molester disse:

    O Amauri tinha que contratar o cara qua agilizou o passaporte do Nelson Dida. O cara tira leite de pedra. Em 24h tá na mão. Só não sei se esse mágico ainda está em liberdade…

  10. Denize disse:

    Declaração em momento completamente inoportuno do Pazzo. E Chiellini ainda me apoia isso!
    Também acho um absurdo essas regras de naturalização dos estrangeiros, que só para ter a oportunidade de disputar uma partida pela seleção acaba adotando outra pátria, mas está na cara que aas palavras foram geradas pelo despeito e medo de perder a vaga, coisa que acredito até aconteça, mas pra outro, e não pro Amauri.

    Cassano já deu o que tinha que dar, acredito eu. Será que ainda não perceberam, ele não vai! Segundo consta ele bbrigou com o filho do Lippi… não acredito que esse seja o real motivo, mas, desconfia-se né?

    E Gian, não suma! Sentimos falta :)

    Bjão!

  11. Mel disse:

    Pazzini foi muito antipático no comentário. Perdeu uma ótima oportunidade de manter aquela boca linda fechada. rs
    Cassano pode jogar bem, mas é mala. Os “pitis” em campo são inesquecíveis. Admito que ele melhorou nesse aspecto, mas sei lá… Não me convence. Quando vejo um jogo com ele fico meio que esperando a hora em que ele vai arrancar a roupa chorando na frente do juiz que nem uma bicha doida. hahaha

  12. Helen disse:

    Realmente, Gian, a convocação de jogadores naturalizados é discutível. O fato de naturalizar-se já gera muita polêmica. É possível entender a visão do jogador, que, não tendo às vezes tanto talento e visibilidade como outros, não alcance a vaga da Seleção. Mas, se tratando de Brasil, conseguir uma vaga é realmente muito complicado. A tradição do futebol brasileiro não é só de jogadores de qualidade, mas também de muita habilidade que saibam expressar o tão aclamado “futebol arte”. O problema pra Pazzini é que essas declarações vindo dele soam como xenofobismo, e demonstram uma outra situação: a Itália está carente de jogadores de peso pra sua seleção. Você não vê um jogador que se naturalize brasileiro sendo convocado pra nossa seleção (se é que tem algum). A concorrência é muito, muito grande.
    Acho que essa convocação é meio errada, mas daqui a alguns anos vai ser a coisa mais comum no futebol: ver joagdores de outros países compondo uma seleção, como acontece nos times. Só espero que não aconteça no Brasil.

  13. Daniel Tenius disse:

    Fala Gian, sou um grande fã seu, leio seu blog diariamente e o tenho como um dos meus grandes ídolos. Tenho 16 anos, sou do rio de janeiro e ano que vem vou prestar vestibular para jornalismo e hoje resolvi criar um blog sobre futebol e caso puder passa lá para dar uma lida, pois seria uma grande honra para mim, link: http://danieltenius.blogspot.com/
    Valeu, abraços

  14. Favoretto disse:

    Concordo com o Pazzini. É ridículo esse negócio de jogador sem uma gota de sangue italiano (croata, japonês, etc…)querer se naturalizar. E olha lá, nem estou comentando sobre os motivos por tal escolha (que no caso do Amauri, realmente como você citou Oddi, pode ter muito haver com o fato dele não ser convocado pela seleção brasileira)… Agora, acho que o Pazzini tem o direito de comentar a respeito do caso sim. E mais: não acredito que o Pazzo esteja tentando ganhar a vaga no grito. É só sua opinião, ele tem esse direito. Ponto. Mesmo porque, convenhamos, o Amauri não está jogando nada na Juventus (eu sou juventino e sei bem disso); ele não ameaça de maneira nenhuma a vaga de Pazzini ou Gilardino. E entre ele e o Iaquinta, que sempre é convocado pelo Lippi, não tenho dúvidas que ele também fica em segundo plano nesse combate (não por mim, mas pelas preferências do Lippi). Enfim, ele bem que tentou, mas vai assistir a Copa do Mundo pela ESPN HD.

  15. Esse italiano esta com medo de perder a vaga na seleção para um brasileiro tbm ja perdem nos clubes e agora nao querem tbm perder na seleção neh ..
    abraço a todos ….

  16. Eder disse:

    Gian… acho que o Pazzini tem razão…. ainda mais pq o Amauri é ruim demais…. como miha Jve pode gastar tanto pra contatar esse cara…. ele + o iaquinta + o trezeguet em final de carreira = juve sem ataque.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s