O problema da geração e o exemplo brasileiro

A entrevista de José Mourinho é de sexta-feira passada, antes da vitória da Inter por 2 x 1 sobre o Catania — pelo menos por enquanto, já aviso, não vou falar da rodada. É aquela entrevista em que o técnico português não poupou críticas ao garoto Mario Balotelli (1’30” do vídeo abaixo), dizendo que só o escala porque, hoje, não tem outras opções.

Na entrevista, que repercutiu bastante por toda a Europa e chegou a ser noticiada no Brasil, o português diz coisas interessantes e afirma ter “quase” chegado à conclusão de que o problema de Balotelli é um problema de geração (2’30”):

“Um problema das pessoas que cercam os jogadores dessa geração. E os jogadores são mais vítimas que qualquer coisa”. Para ele, hoje, é uma exceção e um milagre “um jogador de 19 ou 20 anos que tem os pais equilibrados e que não pensam em dinheiro, que tem um irmão e uma irmã que seguem sua vida sem atrapalhar ninguém, que tem um procurador que lhe dá toda traqulidade e que tem a qualidade de trabalhar e ser muito feliz de guiar um carro pequeno sem pensar em Ferrari”.

Isso tudo, como eu disse, já tinha saído mais ou menos por aqui. O que não vi divulgado foi o exemplo brasileiro que Mourinho utilizou nesta mesma entrevista (5’30”):

“Olha, eu tive um jogador que até hoje é o mais jovem a ter marcado um gol na Liga dos Campeões. Não sei onde ele joga hoje. Sei que ganhou a Champions de 2004, que em 2005 foi ao Corinthians, que em 2006 jogou no Werder Bremen, que em 2007 voltou ao Corinthians e em 2008 foi para Flamengo ou Fluminense. Não sei onde joga hoje, mas é um jogador espetacular. Carlos Alberto”.

Ainda que tenha omitido as passagens por São Paulo e Botafogo, Mourinho mostrou vir acompanhando bem a carreira de Carlos Alberto. Que aliás, depois dessa, poderia até tentar cavar uma vaguinha na poderosa Inter de Milão.

Se não acredita que o vascaíno tenha sido utilizado como exemplo por José Mourinho, pode conferir no vídeo abaixo (no minuto 5’30”, como já disse).

Anúncios

Sobre Gian Oddi

Jornalista, é hoje comentarista dos canais de televisão ESPN e ESPN Brasil. Trabalhou por sete anos como editor da revista e do site de Placar. Em duas passagens pelo portal iG, onde esteve por mais de cinco anos, foi editor de esportes e editor-executivo de esportes, ciência e tecnologia. Morou por um ano em Roma, produzindo matérias para a Placar e outras publicações da Editora Abril. Do Brasil, foi colaborador do diário espanhol Marca. Editou por seis anos o blog A Bola na Bota, sobre futebol italiano.
Esse post foi publicado em entrevistas, técnicos e marcado , , , , , , . Guardar link permanente.

17 respostas para O problema da geração e o exemplo brasileiro

  1. Guilherme Palenzuela disse:

    Incrível.. Não é a primeira vez que ele fala bem do C.Alberto. Quando veio ao Brasil pra observar o Adriano, Mourinho disse à ESPN sobre o quanto gostava do jogador. Mas pera aí, né. Citar Carlos Alberto como jogador de comportamento exemplar é um absurdo. A única coisa que pode explicar é o fato do próprio Mourinho se identificar com a personalidade dele. Se formos analisar, não são tão diferentes. Belo post! Abraços, Gian!

  2. rodrigo disse:

    Waw, o som de nova SMS que pipoca no 5:23 é igual ao do meu celular!!!

  3. Murilo disse:

    Não sei se foi no Uol ou no portal Globo que li a respeito, mas o fato é que a notícia da menção ao Carlos Alberto já fora divulgada ontem no Brasil.

  4. Murilo disse:

    Eis o link: http://globoesporte.globo.com/Esportes/Noticias/Futebol/0,,MUL1353014-9842,00-MOURINHO+CITA+CARLOS+ALBERTO+COMO+CASO+DE+DESLUMBRAMENTO+NEM+SEI+ONDE+JOGA.html

    Na verdade, a matéria é do próprio 23/10

  5. Dantas disse:

    Nao consigo achar o post sobre a rodada do Italiano desse fim de semana.
    Valeu, vo continuar procurando.

    ; )

  6. Jorge Amim disse:

    Mourinho sabe o quanto Carlos Alberto sabe jogar bola. Mas também sabe que o jogador é esquentado e marrento. Por ter bom domínio de bola, driblar bem e gostar de prender (bem) a bola ele é alvo fácil pra faltas. Mas ta parando de revidar, tanto é que parou de levar um amarelo por jogo.
    Ainda acho que ele devia insistir mais nas jogadas antes de aceitar a falta.

  7. Carlos disse:

    Faltava ao Carlos Alberto jogar no meu Vascão para se transformar em uma pessoa de bem, vejam o que o Dorival Junior fala sobre ele, ele começou a carreira no lugar errado, Flunimed ( ali se aprende a ser arrogante e soberbo), passou pelo aprendizado da criminalidade ( Flamendo e Corintians ), passou rápido pelo São Paulo ( ambiente muito rosa para ele ) e, finalmente, se encontrou com o império do bem e ali esta se transformando até em lider positivo.
    Lembrando que o Mourinho é Portugues, como o meu Vascão, talvez ele estivesse vendo o Carlos Alberto do Vasco ( futuro ).

  8. Jules Jordana disse:

    Quando esse tal de Carlos Alberto jogava no Sao Paulo, estava eu no Ilha da Fantasia, uma famosa casa de entretenimento adulto com lindas garotas em uma terça ou sexta feira, nao lembro, só lembro que no dia seguinte haveria o jogo do São Paulo, já era umas duas da manhã esse cara nao estava nem conseguindo andar de tao bebado…a garato teve que carregar ele pro quarto pra fazer o programa….estava como todos os seus amigos da quebrada e ainda levaram umas 20 scorts para o quarto, nao sobrou ninguem e tudo estava sendo marcado no cartao de consumaçao dele ao qual tive a infelicidade de ver no monitor…….a conta dele deu quase 7 mil reais!!

    É realmente de uma responsabilidade enorme horas antes do jogo caindo de bebado e gastando 7 mil no puteiro!!!!

  9. Cesar Arruda disse:

    gian você saberia me dizer qual é a musica que a torcida da inter cantar sempre depois que sai um gol do estádio? uma vez ouvi dizer que era uma musica famosa na italia mas eu nao lembro o nome dela e nem do cara que cantava… você sabe? obrigado!

  10. Gian Oddi disse:

    tá respondido no post acima! Abs

  11. Pedro Mota disse:

    Carlos Alberto quando esteve no Porto treinado ppor Mourinho,era apontado na Europa como um dos futuros melhores do mundo,mas infelizmente após a saida de Mourinho perdeu-se e o meu Porto despachou o jogador..C.Alberto é o tipico jogador brasileiro,tem um talento enorme,mas juizo tem muito pouco…

  12. Eduardo Jr disse:

    Ao vaiscaíno Carlos:
    O sue timinho é tão importante que o Mourinho desconhece onde o Carlos Alberto joga. Um ditado para você: em terra de cego quem tem um olho é caolho, traduzindo, nesse timinho que vocês tem, alguem acima da mediocridade ganha destaque e só. Não se empolgue não, olhe para os times que subiram e suas respectivas posições no campeonato brasileiro.

  13. @rodcampos disse:

    Gian, só pra corroborar o que o Mourinho disse, te dou um exemplo tupiniquim: um amigo foi almoçar domingo numa churrascaria em SP (Fogo de Chão) e na saída, enquanto esperava o manobrista trazer o carro dele, quem apareceu numa bela BMW X5 (carro de seus 250, 280 mil reais)? André Luís, zagueiro atualmente no Barueri (!!!), ex-Santos, Botafogo, etc… Pois é… o Mourinho tem toda razão…

  14. F Thompson disse:

    Poderia citar mais jogadores exemplares como o Carlos Alberto, como o Garrinha, Adriano, Ronaldinho Gaúcho no Milan e no finallzinho do Barcelona, o próprio Vieri!!!

  15. Deviance disse:

    Forma rápida, prática e acima de tudo confortável de ganhar dinheiro sem sair de casa:

Deixe uma resposta para Italytex Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s