primeiro, sobre capello


Capello, animadão, cumprimenta Rooney, seu “único” atacante

Por motivos técnicos/editoriais, não consegui ver nem o jogo da Itália contra Portugal nem a estréia de Fabio Capello com o English Team. Pra não deixar passar em branco a vitória azzurra, mais tarde, colocarei aqui as notas da Gazzetta para portugueses e italianos — e um pouco mais, se for o caso.

Já para os comentários de Inglaterra x Suíça, além de recomendar o blog Thank God For Football, reproduzo aqui os comentários que recebi por email do meu amigo Arnaldo Ribeiro, redator-chefe da revista Placar e comentarista do jogo, ontem, pela ESPN Brasil.

Poucos caras no Brasil conhecem o futebol inglês e o English Team como ele. Então, podem ter certeza, vocês estão mais bem servidos com os comentários dele sobre a estréia de Capello do que com os meus ou de qualquer um outro. Lá vão, aproveitem:

“Quatro pontos positivos da estréia de Capello

1. Comprometimento: palavra batida, mas foi o que mais me impressionou. Era um dia especial (era; aniversário de 50 anos da “morte” do Manchester). Mas o que chamou a atenção foi como o time brigou, levou a sério e comemorou os gols (todos juntos, com gana, coisa rara). Parecia que todos sabiam a importância desse primeiro jogo.

2. Novo esquema tático: só Rooney na frente, como, aliás, ele gosta de jogar. Owen é um ex-jogador. Ficou no banco e nem entrou. Crouch, que até forma boa dupla com Rooney, entrou no segunda tempo para reativar uma parceria que deve ser utilizada quando os ingleses precisarem pressionar o adversário, quando estiverem perdendo. Só com Rooney na frente, o time pode juntar todos os meias talentosos dessa geração: Lampard, Gerrard, Beckham (por que não?) e Joe Cole. Ontem, só Gerrard e Cole jogaram. Lampard estava machucado.

3. O novo líder: Gerrard ganhou a faixa de capitão e a camisa 10 (antes a dele era a 4). Não jogou de forma brilhante, ainda está tímido, mas é certamente o melhor jogador inglês em anos. Precisa liderar o time como faz no Liverpool. É isso que Capello está tentando fazer.

4. Novas-velhas apostas: Capello surpreendeu na escalação, optando pelos jogadores que mais se encaixavam no seu esquema, sem pensar na idade e no histórico do cara, nem no clube que ele joga. No gol, voltou James, 37 anos, mas ainda o melhor goleiro inglês. Na zaga, ao lado de Ferdinand, jogou Upson, do West Ham, que nunca era convocado (Terry está machucado e Carragher diz que não joga mais pela seleção). Na meia, com a 7, no lugar de Beckham, jogou Bentley, praticamente um estreante. Todos esses “novatos” jogaram demais. Foram bem mesmo.”

Anúncios

Sobre Gian Oddi

Jornalista, é hoje comentarista dos canais de televisão ESPN e ESPN Brasil. Trabalhou por sete anos como editor da revista e do site de Placar. Em duas passagens pelo portal iG, onde esteve por mais de cinco anos, foi editor de esportes e editor-executivo de esportes, ciência e tecnologia. Morou por um ano em Roma, produzindo matérias para a Placar e outras publicações da Editora Abril. Do Brasil, foi colaborador do diário espanhol Marca. Editou por seis anos o blog A Bola na Bota, sobre futebol italiano.
Esse post foi publicado em Uncategorized e marcado , , . Guardar link permanente.

12 respostas para primeiro, sobre capello

  1. Riccardo Montolivo disse:

    parabéns pelo blog, que eu não conhecia até hoje… e os comentários sobre a seleção inglesa, que acompanho de perto, também são ótimos. tenho só algumas dúvidas se beckham pretende voltar a jogar futebol, mas fora isso foi muito preciso o arnaldo em seus comentários

  2. silvio disse:

    é bom comandar uma seleção que não tem o que fazer por dois anos…

  3. Maranhas disse:

    Boa a participação especial… Agora só falta convidar um que entenda de futebol italiano.
    Ih, zuei…
    Só piada, naturalmente.
    Boa, Oddi!

  4. Francesco Totti disse:

    hahaha… gostei do “animadão”…

  5. Thiago Rocha disse:

    Por que não recomenda o “Thank God For Football” nos seus links, dileto?

  6. Gílson disse:

    Também não vi a partida, mas gostei do fato dele avaliar o Beckham como um jogador talentoso. O londrino é normalmente considerado pior do que realmente é por conta do barulho que provoca fora de campo. Mas tive a oportunidade de vê-lo em ação quando ainda não era um pop star, em 96, 97 e 98, e ele já mostrava naquele Manchester que não apenas é bom como taticamente muito disciplinado. Vamos ver como será a relação dele com o Capello, pois jogar na MLS não ajuda.

  7. Renan disse:

    Pena o Owen ser classificado como ex-jogador. Talvez até seja mesmo, mas é uma pena, um jovem cheio de talento e que sempre pareceu bom rapaz. Triste, mas são coisas do futebol.

  8. renato disse:

    o beckham deveria ser volante, pq qdo joga na direita fica parado, nao sobe, nao dribla. é um omisso. fica dando passes de longa distância. deveria ter jogado na época do gérson, qdo ele tinha 2 minutos pra pensar e os atacantes viviam desmarcados. beckham e lampard nao sabem driblar!! como o lampard poder ser chamado de craque se nao dá um drible???? elano é 1000 x melhor. o proprio erikson disse q nao tinha um elano na seleção. gerard sim, é um excelente jogador. e rooney é craque.
    a melhor inglaterra: goleiro???, micah richards, ferdinand, terry, wayne bridge (aschley cole ficou na promessa); garret, gerard, jenas, bentley (ou lennon); joe cole e rooney

  9. lestat disse:

    brincadeira dizer que elano é melhor que beckham,beckham é um vencedor e um lider dentro de campo,ficava parado la no seu lado direito mas fazia o seu papel perfeitamente assim como poucos fizeram na historia do futebol,batia na bola com maestria,um jogador dos velhos tempos,e meu deus,considerar o rooney melhor

  10. lestat disse:

    sem comentarios,o rooney é um bom jogador,mas está bem longe de ser um craque,como todos viviam dizendo por ai,ja o gerrard é um lider como beckham e um vencedor como ele…

  11. Thiago Rocha disse:

    Muito grato pela solicitude de sua resposta. E, principalmente, pelo blog tão informativo quanto prazeroso de se ler. Abraço,

  12. lestat disse:

    vc nunca deve ter visto um jogo inteiro do beckham… como eu disse, se ele fosse volante teria sido ótimo, mas pra fiocar na direita parado e omisso, não dá.
    e criticar elano é ir na onda da imprensa saudosista. o cara marca, cria, corre e faz gol. quer mais o q? q ele dê pedaladas, faça firulas e seja elegante qdo bate na bola???? ah!!!!!!!!!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s